domingo, 31 de janeiro de 2010

Nas cores iluminadas do arrebol!

-->




Nesse verão de reencontros inesperados
Veio nas asas de uma borboleta furta-cor
O maior presente que a Lua havia guardado
Surgiu em noite de estrelas num beijo puro de amor

E mesmo sem nunca ter imaginado
Eu senti no vento o tempo parar
O mundo girou e pôs você ao meu lado
Fazendo meu corpo inteiro flutuar

As palmas dos coqueiros que balançavam devagar
Em melodia doce de um lindo pôr de sol
O que era eterno laço se firmou nas areias daquele mar
Meus olhos refletiam o sonho nas cores iluminadas do arrebol

Viajando por todos os mares
Na busca incessante de emoções não vividas
Não imaginava o meu coração sonhador
Que nem tão distante esse amor nos encontraria.

E agora despertado em paisagens mágicas
Um verso simples que até então sobreviveu
Vem incendiar de felicidade o som de cada palavra
Quando teus olhos as pronunciam dentro dos meus
Como se lessem todos os desejos da minha alma
Como se reencontrasse algo que nunca esqueceu...




6 comentários:

Ana Karulina disse...

o amor tem caminhos inesperados, não manda avisos que está chegando, vem de mansinho em um olhar doce, em conversas sinceras em trocas de sentimento.
E quando você percebe está olhando o coração da outra pessoa, está vendo o mais de maravilhoso que ela é, o mais de maravilhoso que ela pode ser.
A alma reconhece o outro, como um ser que nunca foi embora, que nunca a havia deixado, que está ali pronto para amar e se doar por inteiro.

Acredito no amor assim, sem medos e sem receios, suave e arrebatador, um sentimento puro e divino.

JULIANNE MELO disse...

"E ainda dizem que milagres não existem!"

Obrigada Mãe Lua!

Junot Oliveira disse...

Quando a terra se fez o chão da vida
E a floresta morada do sagrado
As mensagens do sol ja me mostravam seu rosto,
Na lua minh'alma ja buscava a sua.
Na minha linha retorcida de palavras certas havia uma esperança sem fim, havia um guerreiro de paz, um silencio sereno numa noite de luz.
De um forte desejo abençoado por Iemanjá nas águas claras onde habita meu ser,
Esperançei o tempo
E num fim de tarde frente ao mar
Sob o seu manto
Um coração bateu junto ao meu,
E nossos olhos sussurraram que a partir de hoje, diferente não será.

Messias Daniel disse...

É nas asas de cada amanhecer que encontro minha felicidade.O vento susurra meu nome para me acordar.
tenho a leve brisa como magica o espelho de teus olhos

Adriano Cabral disse...

Fico feliz por ti, você merece.
Smack. Espero que dure o tempo suficiente para ser eterno.

Jocemir Adenilson de Souza disse...

Lindas poesias...
vejo que além de poesias bem arranjadas, vc pensa até na cor das letras, e isso é muito importante nas poesias, pois elas passam mensagem pelo contexto, e nada melhor do uma poesia com uma cor coerente e uma foto linda... Parabéns!! ei.. e comenta meu blog táa? to com poesias novas...
http://cadernonoturno.zip.net/

;)