quarta-feira, 7 de abril de 2010

Estrelas

Brilham tão forte as estrelas
De pedaços de sonhos meus
Pontos de luzes na minha alma
Acendem a luz da minha casa
Refazendo minha fé astral
Cultiva-me serena pela escuridão da noite
Afastando temores e tremores
Passados presente, dores
Coisas que se foram e não voltam mais
Estrelas! Lanço-me no espaço
Guia-me na firmeza dos meus passos
A minha força e meu querer
Coragem de gente que é gente
Que faz por onde: Acontecer!
Estrelas!

Um comentário:

Ana Karulina disse...

Nossa alma cheia de estrelas, as que brilham intensamente nos monstrando o caminho da verdade e da felicidade. E outras que ainda brilham mas que não existem mais, apenas nos fazendo lembrar do que um dia fomos, do que passamos e no que nos transformamos.
Lembremos sempre de nossa luz, que ofusca a vista de quem não vê, que se mantem acesa, mesmo quando estamos nos sentindo apagados, aquelas horas que o que nos resta é sentir apenas a energia que emana de nossa própria alma.

Estrela minha, continue a brilhar.
;*