domingo, 4 de abril de 2010

Jaz em mim



Já é de manhã
e meu coração desperta em pétalas
ao ser tocado pelo brilho do Sol
Meu olhar percorre nas águas do rio
o caminho desse sonho doce
que transborda a íris do meu ser
de leveza e orvalho de lágrima
Pura
É a esperança com cheiro de jasmim
Flor... renascer de mim,
em versos brandos de amor
Infinito
Cristal de luz
Branco sorriso de paz
perfuma em minha vida, a alma
que germina no meu jardim
a eternidade de um encanto sagrado
Exalando a beleza e a perfeição
Que jaz em mim
Pequena flor, 
Jasmim!

3 comentários:

Ana Karulina disse...

A esperança jaz em mim, seu cheiro é doce e suave, aquece meu coração e faz florir a pequena jasmim.

Há caminhos duros da vida, tempestades e ventos raivosos, mas a pequena jasmim luta e forte continua crescendo e mostra sua vontade de viver.

Amo
Meu sol particular!
;*

katia disse...

Minha menina flor, linda e cheirosa como sua poesia, te amo!

Messias Daniel disse...

amizades
Éramos como anjos, puros sem manchas, voando sem asas.
Caímos no chão e crescemos como arvores.
Pobre rapaz, desastrado que caíste e espedaçasses o teu coração e o transformastes em migalhas.
O que vai fazer agora com o vazio no peito, onde se encontra a justiça da vida?
Pra que tanto sofrimento?
O rapaz se põe de pé e com uma foz doce e alegre grita:
Não há dor não tristeza!
Meu coração está fragmentado e é mais que pedaços.
Quem os tem sabe que és verdade.
Os pedaços estão espalhados em mãos de pessoas, que a intensidade chama o amor de amizade.
E no peito nem o frio nem o vazio!
Pois todos o que chamo de amigos estão lá.
Cada qual com seu pedaço, fazendo pulsar mais intensamente!