sábado, 15 de agosto de 2009

Palco - 2005

Nas minhas confusões mentais
Encontro confissões desiguais
De sensações que eu não quero sentir
E nesse emaranhado de pensamentos
Faço força para esquecer o que eu não já não tenho
E desse mundo insensato fugir
Sem volta ou recomeço
De tanto lembrar eu me esqueço
E viro o que quiser de mim
Qualquer ilusão real
Que troca de papel nesse palco sem fim!

Um comentário:

Ana Karulina disse...

Força para esquecer e coragem para seguir em frente e acreditar que tudo há de ser amor.

Feliz é aquele que aceita o que a vida lhe dá e faz o melhor possível para estar em paz consigo mesmo.


amooo tu, tatuuuu